Encontro na farmácia 

Edição: 684 Publicado por: Marcelo A. Reis em 12/02/2020 as 11:05

 
Leitura sugerida

Caro leitor; 

Andando pelo Centro, entro em uma farmácia e surpreendo-me ao ouvir, em voz alta, alguém chamar o meu nome. Era o Ary. Amigo atencioso, ligado em política, vem logo elogiando os meus artigos. “Melhoraram muito!” sentencia. Leitor assíduo. Confesso que fiquei em dúvida, se não estaria fazendo ironia. Prossegue dizendo que ao falar de coisas triviais, do nosso dia a dia, ficara melhor. “A política está muito ruim!!!”; “Não deixam o Presidente trabalhar!”. Saio pensando, preocupado. Ary é um homem formado, como se diz em Minas, “de nomeada” como também se fala nas Gerais. Pois é, trabalhou em projetos importantes, conhece o Brasil de alto a baixo e de baixo ao alto e desistiu de pensar o Brasil!

Assusto-me! Pessoas ligando o fds! E tocando o barco!

A hora é de pensar e agir pelo Brasil!

É hora do Patriotismo!

Pode parecer fora de moda!

Busquemos consensos. 

Pela enésima milionésima vez bato na tecla de buscarmos um Tratado de La Moncloa tupiniquim. Façamos como os espanhóis.

Encontremos saídas que agreguem.

Gostemos dele, ou não, o Bolsonaro foi eleito e o foi sem o apoio de esquemas midiáticos. Ninguém é bom ou ruim por ser adepto ou contra o presidente, por ser a favor ou contra o PT.

Gosto muito de falar dos filhos, netos, sobrinhos e amigos do peito, e por isso mesmo, por amá-los muito, é que devemos lutar por um Brasil melhor...

Por um Brasil mais justo e fraterno!

Até a próxima...

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...