O vinho e a sobremesa

Edição: 417 Publicado por: Sergio Tabet em 06/11/2014 as 09:00

 
Leitura sugerida

Os vinhos para sobremesa são aqueles servidos tipicamente com sobremesas, mas podem ser tomados sozinhos, sem o acompanhamento de comida. São frequentemente vinhos doces tais como os Muscat, Sauternes e Banyuls (França), Tokaji (Hungria), Icewine (Canada ou Alemanha), ou vinhos fortificados tais como o Porto (Portugal) e o Jerez (Espanha) e os vinhos de Colheita Tardia (Late Harvest). Seguem algumas sugestões de harmonização. Tiramisu: Jerez, Vin Santo ou Marsala. Brownie, mousse de chocolate, brigadeiro: vinho do Porto, Jerez ou Banyuls. Pudim de leite: vinho do Porto branco ou vinho tipo Sauternes. Sobremesas com doce de leite: vinho com muita acidez para enfrentar o açucarado do doce, e não deixar a sobremesa enjoativa. Strudel, salada de frutas e torta de maçã ou pêssego: Moscato d’Asti ou vinho tipo Sauternes. Sobremesas como torta de nozes, doces árabes, panacota de frutas secas: vinho do Porto, vinho branco de Colheita Tardia ou o italiano Passito di Pantelleria. E quem disse que vinho e chocolate não combinam? Há de se concordar que o cacau e o açúcar tornam o casamento entre eles uma tarefa dura (qual casamento não é uma tarefa dura?). Com chocolate meio amargo, o vinho deve ser um pouco encorpado e um Pinot Noir, por exemplo, é a pedida. Para chocolates com alto teor de cacau, o ideal é um vinho fortificado como os vinhos do Porto embora os espumantes adocicados sejam uma boa opção. No caso do chocolate ao leite, a melhor opção é um Jerez seco. Inovações sobre este tema serão bem-vindos de acordo com o paladar de cada um. E aí vai uma receita que aprendi com as Chefs e amigas Letícia Vilardo e Flávia Cambraia: Tartelletes de Cacau e Frutas Vermelhas - Para a massa: 250 gramas de farinha de arroz, uma colher de chá de mix de gomas (guar e xantana), um ovo caipira, stévia a gosto, 100 ml de óleo de coco. Como preparar: misturar a farinha e a goma - acrescentar o adoçante, o óleo de coco e o ovo e misturar bem. Adicione água se necessário for. Formar uma bola com a massa, cobrir com papel filme e levar a geladeira por vinte minutos. Após este tempo, abrir a massa em forminhas individuais e levar ao forno pré-aquecido a duzentos graus por quinze minutos ou até dourar. Desinformar depois de frias. Para o creme de cacau: 300 ml de leite de coco, uma colher rasa de cacau em pó, duas colheres de açúcar de coco, stévia a gosto, uma colher de café de mix de gomas e frutas vermelhas para decorar. Preparação: levar ao fogo o leite de coco, o cacau, o açúcar e o adoçante. Deixar ferver e apagar o fogo. Após amornar, adicionar o mix de gomas e mexer vigorosamente. Dispor este creme de cacau sobre as massas das tartelletes e cobrir com frutas vermelhas da estação.

 

“O vinho estimula o apetite e dá sabor aos alimentos. Promove as discussões, a euforia e pode transformar uma simples refeição em um evento memorável” (D. Cooper)

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...