Divulgação de desaparecidos

Edição: 328 Publicado por: Aline Pinna em 14/02/2013 as 15:47

 
Leitura sugerida

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou no dia 05, em primeira discussão, o projeto de lei 306/11, que destina espaço nos sites oficiais do Estado à divulgação de fotos e informações sobre crianças e adolescentes desaparecidos. As informações serão fornecidas pela Fundação para a Infância e Adolescência (FIA) aos órgãos públicos, mas a inclusão de dados também poderá ser solicitada por qualquer cidadão, mediante requisição por escrito ao Serviço de Investigações de Crianças Desaparecidas da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Rio de Janeiro. O autor do projeto é o deputado Bernardo Rossi (PMDB). Fonte: Diretoria de Comunicação Social da Alerj.

Cotas

Duas propostas do Poder Executivo que criam cotas no ensino estadual foram votadas pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) no dia 06. Primeiro, o Parlamento votou no projeto 1.870/12, reservando o percentual mínimo de 40 por cento das vagas para ingresso na Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) aos estudantes carentes que cursaram integralmente o ensino fundamental na rede pública e aos negros, pardos e índios, na proporção de 20 por cento para cada grupo. Em seguida, foi votado o projeto de lei 1.871/12, tratando do Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silva – CAp Uerj. O percentual será o mesmo: 20 por cento para estudantes egressos do ensino público e 20 por cento para negros, pardos e índios. As cotas vigorarão por cinco anos a partir da sanção da lei. Fonte: Diretoria de Comunicação Social da Alerj.

Bolsas para alunos

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) votou no dia 06, em primeira discussão, o projeto de lei 344/11, que cria na rede estadual de ensino o prêmio Educação Nota Dez. Destinado aos cem melhores alunos do terceiro ano do ensino médio, o prêmio consistirá em bolsas integrais em cursos de nível superior em universidades privadas. A premiação será custeada pelo Governo do Estado e prevê ainda a garantia de estágio remunerado na administração pública estadual. O projeto é do deputado Bernardo Rossi (PMDB), que defende a premiação como parte de política de incentivo aos alunos, além de acrescentar que a medida também funcionaria como estímulo à continuidade da formação educacional. Fonte: Diretoria de Comunicação Social da Alerj.

MEC promove curso

No dia 8, cerca de duzentos professores e orientadores pedagógicos de 24 municípios da região participam, em Resende, do curso de formação do Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), oferecido pelo MEC (Ministério da Educação) e ministrado por profissionais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A cerimônia de abertura ocorreu na noite do dia 04, no auditório do Instituto São José Salesiano, e contou com a presença do prefeito José Rechuan. Participam do curso professores e orientadores pedagógicos alfabetizadores de turmas de 1º, 2º e 3º anos do ensino fundamental e de classes multisseriadas.

Os municípios que aderiram ao Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa receberão livros e materiais didáticos de alta qualidade para alunos e professores, além de jogos educativos e clássicos da literatura infantil. No polo de Resende, um dos seis municípios escolhidos para sediar os cursos do programa no Estado do Rio de Janeiro, participam as cidades de Volta Redonda, Barra Mansa, Porto Real, Quatis, Itatiaia, Angra dos Reis, Itaguaí, Paraty, Mangaratiba, Seropédica, Barra do Piraí, Comendador Levy Gasparian, Engenheiro Paulo de Frontin, Mendes, Miguel Pereira, Paty do Alferes, Paraíba do Sul, Piraí, Rio Claro, Rio das Flores, Três Rios, Valença e Vassouras. Fonte: TV Rio Sul.

Exame Neonatal

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou no último dia 07, em primeira discussão, o projeto de lei que cria semana dedicada à conscientização sobre a importância do exame de emissões otoacústicas evocadas, ou teste da orelhinha. Ela será celebrada anualmente na semana do dia 26 de setembro (Dia Estadual dos Surdos) e incluirá ações de esclarecimento sobre a importância da avaliação, que diagnostica precocemente a perda auditiva.

De acordo com a autora do projeto 1.112/11, deputada Inês Pandeló (PT), a existência de norma federal que tornou o exame obrigatório (Lei 12.303/10) não teve efeito sobre o número de oferta do exame, feito em apenas 10 por cento da rede pública de saúde. Ela defende que a campanha aumentaria esta oferta e poderia garantir o melhor tratamento das crianças com perda auditiva. Fonte: Diretoria de Comunicação Social da Alerj.

Reunião

O prefeito de Barra Mansa, Jonas Marins, recebeu no último dia 7, em seu gabinete, diretores do núcleo municipal do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe) e do Sindicato do Funcionalismo Público. O objetivo foi discutir reivindicações dos sindicalistas e acertar agenda de reuniões para o primeiro trimestre deste ano. A primeira pauta da reunião foi a implantação do plano de cargos e salários para o funcionalismo. Segundo a diretora do Sepe, Isa Maria Silva, desde 2008 existe o plano aprovado pelos profissionais da Educação. A sugestão do sindicalista foi aceita pelo Procurador-geral, que se comprometeu a mobilizar a equipe da Procuradoria para revisar o documento. A próxima reunião do grupo ficou agendada para o dia 27 de fevereiro. Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social Prefeitura de Barra Mansa.

Horário de verão

Em vigor nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e no estado do Tocantins desde 21 de outubro do ano passado, o horário de verão está prestes a terminar. O retorno ao horário padrão acontece no dia 17, à meia-noite. Para se adequar novamente ao horário normal, os moradores desses locais devem atrasar o relógio em uma hora.

Galeria de imagens

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...