Heróis ou vilões?

Edição: 470 Publicado por: Elvio Divani em 19/11/2015 as 08:06

 
Leitura sugerida

Passei pelo sítio do Seu Ditão pra finalmente devolver a cunha que ele me emprestou. Logo de cara notei mais algumas mudanças. As porteiras eram de ferro, a casa estava cercada de flores, a entrada do curral com entulho para facilitar a vida do motorista do caminhão de leite, em vez da motinha um Fiatzinho Uno 96 na garagem, nos piquetes um gado 3/4 com jeitão de leiteiro.

Logo Seu Ditão veio me receber sempre falando: - Ê Seu Elves, vamos chegando!

- Seu Ditão, vim devolver a cunha e tô vendo um montão de mudanças.

- É, esse minino, o Tadeu, tem ideias muito boas. Deu uma ajeitada nas porteiras de madeira, vendeu todas e o Chico fez as de ferro pra nós. Sobrou até um troquinho e agora chega de remendar porteira. Vendemos a motinha e uns bezerros e compramos o Fiat, mais confortável e econômico. Conseguimos um Pronaf Investimento e compramos o tanque de expansão, uma bomba pra irrigação, um gerador de 7,5 kwa do Wagner e dez novilhas ¾ todas chegadinhas a parir do Mito Moraes. Seu Elves, eu num tô nem acreditando, estamos tirando quase 230 litros! Também estamos preparando a comida pro ano que vem. O Bitinha preparou a terra e plantamos uma capineira, um canavialzinho, dois sacos de milho, abóbora e um pouco de feijão pro gasto. Pedi pro Tião Esteves limpar os piquetes que dividimos com cerca elétrica e não é que dá certo? Tudo isso com o bendito dinheiro do Banco do Brasil!

- Então o rapaz tá animado, né? E a moça e as crianças como vão?

- Ah, Seu Elves, as crianças tão uma beleza, engordaram, tão coradas, espertas, já não tem aquela carinha triste e o nariz não escorre mais. Também vivem soltas, tomam banho de cachoeira, brincam com os animais, dormem bem, só comem coisas boas, nada dessas porcarias em saquinhos. A moça é o cariá, toma conta da casa, anota tudo o que acontece, a vaca que pare, a que é enxertada, a data da secagem, pesa o leite de cada uma de quinze em quinze dias, dividiu as vacas em lotes pra tratar melhor as que produzem mais, vive cantando feliz da vida se sentindo cada vez mais responsável e útil, tá até arriscando fazer a ordenha. Tudo isso fez aumentar o leite. Chamamos o Alexandre veterinário que tocou as vacas e descobriu que quase todas estavam vazias e com os ovários atrofiados. Quase morri de susto! Mas não é nada não, foi só começar a dar sal mineral e foi uma atrás da outra dando cio. Quase que o Vingador, nosso tourinho, não deu conta, disse rindo.

- Que beleza Seu Ditão, parabéns!

- É Seu Elves, sangue novo, cabeça nova e agora a meta é 350 litros por dia no ano que vem. Mas me conte uma coisa, o que é que aconteceu lá no estrangeiro, com bombas, tiros, tanta gente morta e ferida?

- Ah, Seu Ditão, isso é uma história antiga. Essas pessoas são uns jovens fanáticos que, iludidos pelos seus líderes, cometem essas barbaridades em nome de Allah e com isso jogam, na latrina onde vivem, toda uma comunidade islâmica que não tem nada a ver com isso. Pra mim, esses terroristas são uns facínoras, sádicos e covardes, porque se escondem na clandestinidade, de repente aparecem, atacam gente indefesa, ferem, mutilam e matam desde o netinho até a vovozinha, não respeitando ninguém. Mas Allah Akbar vai fazer eles arderem no fogo do inferno. Bem Seu Ditão, já vou indo.

- É cedo Seu Elves, esses terroristas são maus e cruéis, piores que estupradores e sequestradores, disse se despedindo.

Saí pensando na grande mudança que houve no sítio. De como é importante ter gente jovem de volta e também como é fundamental dar lugar às ideias novas. Respirando fundo tive a esperança de que tudo pode melhorar.

 

Em Tempo 1: se presidente é presidenta, gerente é gerenta? Eloquente é eloquenta? Prepotente é prepotenta?

Em Tempo 2: ouviram que “eu, Wally, estarei de volta em breve”. Será?

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...