Cumplicidade de defeitos não gera amizade

Edição: 570 Publicado por: Marilda Vivas em 01/11/2017 as 08:21

 
Leitura sugerida

Na votação do dia 25/10, os deputados decidiram, por 251 votos a 233, não encaminhar a acusação da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Temer, pelos crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça, ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Roubando a cena, literalmente, coube ao membro da panelinha, Carlos Marun (PMDB-MS), cantar, dançar e bater palmas pela surra imposta à oposição “que não consegue ganhar uma”.     

Em um cenário onde quase tudo se rouba, é quase certo que, na primeira oportunidade, roubam um do outro.

 

Marun (PMDB), por ele mesmo

Em denúncia do Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul, aceita pela Justiça, o peemedebista Marun está sendo processado por improbidade administrativa quando era presidente da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab). Juntamente com outros treze réus, ele é acusado de causar lesão ao erário público em valores estimados em R$ 16,6 milhões.

E aí? Quem é Marun? Um mero joguete entre aqueles com quem amealhou seu voto? Um produto do meio?

Não. Marun é um produto de si mesmo. Alguém que por não ter aprendido a respeitar a si próprio, também não aprendeu a construir uma dignidade em torno de seu nome. Marun não tem ética e nem cortesia para consigo mesmo.

Agora, é torcer para que tudo isso gere em nós um estado de consciência e não um comportamento mecânico a partir do qual aceita-se, até mesmo, que um cachorrinho determine as coisas importantes de nossas vidas.

 

Literatura de cordel

Aos poucos, as personagens da República de Brasília vão se tornando clássicos da literatura de cordel. E os da República de Curitiba, também. Cultura em movimento.

 

 Calendário Cultural

Para os dias 11 e 12 de novembro, está programado para acontecer no distrito de Belmiro Braga/MG (Escola Estadual Prof. Herculano Horta), o “Ciclo de Palestras para Referências históricas, arquitetônica e turísticas de São José das Três Ilhas”.

Localizado a poucos quilômetros de Rio das Flôres, São José das Três Ilhas é um distrito de Belmiro Braga que possui um pouco menos de trezentos habitantes. O vilarejo, muito gracioso, permanece intacto desde seus tempos áureos, preservando casarões coloniais que formam um belo conjunto arquitetônico, além de uma imponente igreja de pedra que começou a ser construída pelos escravos, já no final do século XIX.

 

Dia de finados- 2 de novembro

No século V foi separado um dia para orar pelos mortos que não eram mais lembrados e ninguém mais rezava. Mas foi no Século XI durante o pontificado do Papa Leão IX que foi criado um dia no qual todos os fiéis deveriam orar aos finados.

A data de 2 de novembro seria estabelecida durante o século XIII, pois é logo após o Dia de Todos os Santos. Como no Dia de Todos os Santos oramos por aqueles Santos que não foram lembrados ao longo do ano, no Dia de Finados oramos por todo aqueles que morreram, independentes de terem sido ou não lembrados durante todo o ano.

Que seja um dia de reflexão profunda.  

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...