Três alegrias, a convergência e a vaca indo para o brejo 

Edição: 570 Publicado por: Marcelo A. Reis em 01/11/2017 as 08:32

 
Leitura sugerida

Caro leitor; 

Ligo a TV e tenho uma sensação mista; revejo o Roberto D’Ávila entrevistar o físico Luiz Davidovich, sinto conforto em ver que temos pessoas com a qualificação do entrevistado. De uma forma simples e inteligível mostra o quanto avançamos na área cientifica. Relata fatos animadores, como os estudos e os resultados obtidos pela doutora Joanna Doberheiner, e que estão no cerne da revolução agrícola brasileira. Mostra que ciência não é despesa, mas investimento. Os trabalhos da Dra. Joanna, na Universidade Rural do Rio de Janeiro, permitem-nos, nos dias atuais, uma economia da ordem de quinze bilhões de reais/ano. Repito quinze bilhões de reais/ano! O reverso da medalha é o quão rapidamente estamos regredindo por não termos uma política cientifica clara e precisa. Estamos desperdiçando em não massificarmos a educação pública de qualidade. Marcou-me uma sua afirmação: “Os gênios não escolhem o lugar para nascer!”. Fora todos os aspectos humanitários, sublinha o fato que podemos estar perdendo alguns “Einsteins” no morticínio generalizado que estamos vivendo. Relata os conhecidos exemplos da Finlândia, Irlanda, Islândia e Coreia do Sul que estamos fartos por de aqui citar. Mudo o canal e lá está uma das nossas anônimas heroínas. A professora Elisângela Suruí, de Cacoal Rondônia, recebendo um prêmio educacional pela criação/desenvolvimento de um método de melhor comunicação/articulação do idioma português e das línguas indígenas das crianças das escolas multiétnicas daquela cidade. Como sempre tudo passa pela Educação. Passa pelo professorado. Vejo a Elisângela e lembro-me, lá no Rio de Janeiro, quando secretário de Integração, as diversas Elisângelas que se chamam Nazareth Vasconcellos, Fernanda Matias Alves, Eloísa Machado, Marta, Marisa, Katia Cislaghi, Leila Abranches. São muitas! Sempre deram e dão um restinho de esperança. Heroínas, na ativa e aposentadas, desrespeitadas, passando necessidades, literalmente “assassinadas” pelos Cabral/Pezão, os próprios, ou tenham o nome que for. Temer, Lula, Renan, Jucá, Barbalho, Aécio, Dirceu, Lobão, Padilha, Moreira “Angorá” Franco e outros menores, como o deputado Marun, porta-voz do “temer” e do Eduardo Cunha!

A estas acrescento uma, por incrível que pareça, ocorrida no triste espetáculo da Câmara blindando o “prisidenti” e os seus cupinchas. Três parlamentares do Rio de Janeiro, com histórias e partidos diversos, nos quais nunca votei, embora até o pudesse ter feito pois são pessoas de bem, mas que por afinidades pessoais nos tornamos próximos. Arolde de Oliveira, Luiz Carlos Ramos (“do chapéu”) e Laura Carneiro. Assediados, pressionados pelas moedas governamentais, souberam resistir e não curvaram-se às promessas e favores dos poderosos. Ficaram com as suas consciências e com a visão dos brasileiros que pagam a conta da roubalheira...

Muito tenho escrito e, consequentemente, muitas comunicações recebo. É um arco que vai da esquerda ao extremo oposto. Chamam a atenção as convergências. Todos querem uma maior seriedade, honestidade e seriedade no trato da coisa pública. NÃO aceitam, não aguentam mais a Guerra de Quadrilhas que vivemos há 500 anos e que exacerbou - se nos tempos recentes.

Repetitivamente volto a propor que, em um Pacto de La Moncloa “tupiniquim” (*), todas as forças políticas estabeleçam um programa mínimo para um Governo de União Nacional que nos conduziria até as eleições de 2018. 

Nenhum país se projeta e avança estruturado sobre a corrupção e a mentira! 

É o que somos. Um país de gente trabalhadora que vem sendo (des) governado pela corrupção e pela mentira!

“A vaca está indo para o brejo” e se as pessoas de bem, as pessoas dignas não forem mais audaciosas do que os canalhas, não teremos salvação!

Até a próxima. 

(*) Pacto firmado por todas as forças na Espanha e que possibilitou a passagem para a democracia após a ditadura de Franco)

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...