Pouco a pouco

Edição: 595 Publicado por: Ney Fernandes em 02/05/2018 as 08:07

 
Leitura sugerida

O mundo está mais rápido. As coisas estão andando mais depressa. Nesta correria, nós vemos que o Brasil não invade nem rouba terras alheias. Mas os USA invadem e roubam terras alheias. E os USA, ainda apoiam golpes em terceiros países e possuem inimigos.

Vivemos numa sociedade dominada pelo capital e pelo consumismo. Um tema que adquire uma importância fundamental nas lutas sociais; a defesa da vida na acepção mais ampla do termo, e quando falamos em defesa da vida é porque queremos ver o país e o povo livre de qualquer tipo de exploração e manipulação.

As coisas vêm sendo colocadas de certo modo, que não damos a devida importância no que está se passando. Alguns dizem que certos fatos que acontecem e certos termos ou palavras que passamos a usar, no nosso dia a dia, não têm a menor importância. Será? São substituições de palavras! Sorrateiramente ou pouco a pouco somos submetidos a certas imposições, nas palavras.

Coincidentemente estava conversando com o Alberto, e comentei que gostaria de pedalar pois, para mim, era um exercício saudável! Imediatamente Alberto atento me disse: vamos alugar uma bike (porque não uma bicicleta, não era melhor?) e sair pedalando.

E saímos. Já no trajeto, nos encontramos com o Francisco, que se dirigiu a nós e disse: espera um momento: vocês ouviram a notícia que era uma fake news (notícias falsas) do avião que pousou em Valença? Tudo bem, não sabíamos; mas tínhamos um objetivo que era o de continuar pedalando, e assim fizemos. Mas era inevitável e logo à frente, encontramos com o Eduardo que fez sinal para pararmos. Vocês estão sabendo que vai ter um show (espetáculo) da Maria Betânia, no Teatro Recreio? Dizem que vai ser maravilhoso, mas não podia ser diferente, com Maria Betânia, só sucesso. Estávamos atingindo o nosso trajeto, quando deparamos com o Alfredo, que falou: vocês estão pedalando e está tudo ok (tudo certo), dissemos, não poderia ter sido melhor.

Terminada essa trajetória, comentei com Alberto: se continuarmos pedalando vamos parar a todo momento, então vamos entregar as bicicletas e voltar de BUS (ônibus) vai ficar mais rápido e mais fácil. – Ainda quero passar no mercado para adquirir umas miudezas. Estou precisando de sabonetes, gilete e outras coisas mais, sabendo que estou remetendo royalts (lucros) para o USA.

Todas as palavras grifadas são americanas, que pouco a pouco vão sendo introduzidas em nosso vocabulário, queiramos ou não, parece que a tradução não tem importância nenhuma! Mas toda importância. Como disse acima, são palavras que estão sendo integradas a nosso vocabulário e que passam a ser de uso constante. É uma intromissão cultural yes (sim).

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...