Basta!

Edição: 599 Publicado por: Marcelo A. Reis em 30/05/2018 as 08:44

 
Leitura sugerida

Caro leitor; 

Abro O Globo do Rio e vejo a caricatura do Chico Caruso. Com um desenho sintetiza o sentimento de toda a Nação. Com caminhõezinhos escreve o título deste artigo; Basta! Sempre me impressionou a capacidade dos caricaturistas de, com meia dúzia de traços, expressarem mais, e melhor, os pensamentos da população. Ainda assim, arrisco-me e ponho as minhas letras no papel.

É isso que o país não aguenta mais! Não aguenta mais a quadrilha que tomou o poder, gravitando em sintonia com sua Excrescência (não errei; é Excrescência!) o ocupante da cadeira presidencial, destruírem o país.  “temer”, o minúsculo em tudo, e elementos sem estatura ética, moral, política como gedel R$ 51 milhões, Loures da mala dos R$ 500 mil, Moreira Angotox franco, padilha (que o ACM chamava de quadrilha!), jucá, barbalho, eunício, henrique meirelles, renan, rodriguinho (aliás os dois últimos ao verem o barco afundando, qual ratos, já pularam fora) assaltam o poder para dilapidarem o Brasil. O dito presidente é um fantasma que ali fica no serviço da sua máfia. Não importa que a nação o rejeite, o deteste. Está em uma missão do “comando” a que pertence. Outro dia fiz um paralelo entre ele e o “Nem” da Comunidade da Rocinha. Hoje vou mais longe; muito mais. O “Nem” é uma peça mínima, um grão de arroz perto dos quadrilheiros que encamparam o Poder no Brasil. O “Nem”, sem edulcorá-lo, é um produto da nossa estrutura escravocrata, enquanto os maiorais do país...

Ligo a TV e vejo o jungmann mil e uma utilidades fazendo mil e uma ameaças. Lendo textos legais, com comandos e sentenças de prisão... Para as mil e uma utilidades prefiro o falecido comediante Costinha. Era engraçado! Não é o caso! O momento é sério! Sério mesmo! Há muito afirmo, há mais de quatro anos, que é a pior crise pós 1930 que vive o Brasil. Não prego a volta da Dilma. Aqui bati, e bato, muito nela. Você há de lembrar, se não consulte os nossos artigos, que “temer” ainda vice afirmávamos que armava a destruição da Lava Jato.

Assusto-me ver a Quadrilha colocar as Forças Armadas na rua para reprimir o “Movimento dos Caminhoneiros”. Poderia um Governo com autoridade moral fazê-lo, mas nunca o da bandidagem hoje no Planalto. Fui contra a posse do Temer, preguei um “Pacto de La Moncloa” brasileiro (*) com todas as forças políticas do país para em um Governo de União Nacional concertasse (com c) um acordo em torno Programa Comum com metas, objetivos, parâmetros para tirar o país do impasse em que estamos. E aí estamos. A questão é política e a solução tem que ser política!

Acima, disse que me assusta o uso das Forças Armadas porque, a “intervenção” na Segurança Pública no Rio de Janeiro, feita em cima da perna, teve o, único e exclusivo, objetivo de livrar a cara do “temer” e agora voltam a repetir. Querem desmoralizar uma das instituições de maior credibilidade do país e aí o terreno fica ainda mais limpo para eles...

É hora de os generais dizerem não a esses pilantras!

Está na hora de com a chibata na mão botarmos essa turma e mais os seus asseclas no Judiciário, começando pelo gilmar Merdes (não errei!), toffolli e tantos mais para correr. 

A situação é extrema e o remédio tem que ser extremo. Cirúrgico!

BASTA!

P.S. Que Deus proteja o Brasil!

(*) Pacto assinado por todas as forças políticas da Espanha, logo após a morte do General Franco, visando a uma passagem serena ao regime democrático

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...