Ainda o Bolsonaro...

Edição: 603 Publicado por: Marcelo A. Reis em 27/06/2018 as 08:43

 
Leitura sugerida

Caro leitor;

Há uns dias escrevi sobre o candidato Bolsonaro. Intitulei “O presidente Bolsonaro”. Isto porque, há muito, vejo a candidatura dele crescendo exponencialmente com claras possibilidades de vitória. Pouco importa, se por convicção ou oportunismo, mas o fato é que soube/sabe interpretar/veicular o pensamento médio do brasileiro médio (desculpe a redundância intencional!).

Nunca recebi tantas interpelações! Diziam que estou a favor, que sou arauto do “bolsonarismo” (tal existe?) e outros, em cima do mesmo texto, acusam-me de um radical “antibolsonarismo”! A falha é minha. Não soube expressar-me com clareza. Avanço e, ousadamente, procurarei aprofundar.

Preliminarmente, esclareço que não defini a minha opção de voto; com ou sem Lula. Os nomes pouco, ou nada, dizem para mim. Assim não sou pró ou anti Bolsonaro.

Voltando ao deputado capitão paraquedista, repito que tem expressado com clareza o que as pessoas mais querem. Seriedade, Segurança, Educação, Saúde, Trabalho... O faz de forma simples e direta. Sem rebuscados. Buscam atingi-lo chamando-o de “homofóbico” e coisas similares. Não digo que o seja ou não, mas não o atingem... não sensibilizam. Encontrei homossexuais que são adeptos da candidatura dele! Outro dia, nas minhas “pesquisas” nada científicas perguntei a umas pessoas, trabalhadoras de pouca qualificação em que votariam. Unanimidade; Bolsonaro! São as “incongruências” brasileiras. A esquerda, sem Lula, não decola e diversos eleitores do ex-presidente, notadamente os de menor escolaridade, dizem que votariam em Bolsonaro. Confesso que tal, nos deixa embatucado! O candidato da Direita(!?) é quem mais sensibiliza a população!

Deixo as análises sofisticadas para os “doutores da Globo”, mas no meu empirismo, vejo, como explicação, o fato, até o momento, de não haver nada que deponha contra a honorabilidade do capitão, em trinta anos de atividade política (dois como vereador no Rio e 28 como deputado federal) e a dos seus três filhos parlamentares. A tal some-se o fato de que é oriundo da instituição de maior credibilidade nacional. Exército Brasileiro. Não concordo ou discordo; cito um fato constante das mais diversas pesquisas.

É interessante ver, observem, como os setores mais “reacionários” da vida empresarial brasileira se assustam e o temem. Chego a afirmar que tais segmentos preferem, até, o Lula ao Bolsonaro. Isto porque, ao longo da nossa conturbada História, o Exército nunca esteve em desacordo com a Nação e, dentro de uma visão reformista que sempre campeou na força terrestre, o é mais do que vários dos que assim se apresentam.

Continuo achando que, mantidas as atuais condições, só a fraude tira-lhe a vitória.

Até a próxima.

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...