Um país de ovelhas, gera um governo de lobos

Edição: 605 Publicado por: Ney Fernandes em 11/07/2018 as 10:18

 
Leitura sugerida

O cidadão brasileiro está cansado da ineficiência de nós todos, inclusive nós do judiciário (Carmen Lúcia)

Estava procurando escrever um texto fugindo das mazelas do Brasil de hoje. Na sala estavam, também, outras pessoas sendo que, uma delas foi e ligou a televisão. A força da imagem fez com que eu desviasse a atenção de meu projeto. Verifiquei na telinha que estava sendo transmitido um capítulo da novela “Deus Salve o Rei”. Observei que era uma trama interessante, pelo conteúdo da matéria. Um reinado de uma suposta Montemor, onde viviam dois herdeiros do trono: Afonso e Rodolfo. Afonso tinha sido preparado para reinar depois da morte de sua avó. O tempo se encarregou de mudar o rumo da história. Chegou o momento de decisão, Afonso, abdicou do trono por amor a uma plebeia, Amália, e foi viver como um plebeu. Rodolfo, que se dizia despreparado para assumir o governo do reino, não teve outra alternativa, a não ser aceitar a coroa real. O tempo passou, histórias aconteceram e Rodolfo tomou gosto pelo poder. A sua incompetência foi tal que começou a não só falar um monte de inconveniências, para um rei, como também fazer todas as bobagens possíveis. Os impostos foram aumentados, como primeira medida, começou a faltar tudo: água, comida e todas as necessidades para o bem-estar de um povo; aprisionou, também, seu irmão Afonso, por tentativa de rebelião contra o reino, numa pedreira. Veio a fugir, mais tarde. Moral da história; O povo começou a clamar por Afonso, para que assumisse o reino de Montemor. Afonso não tinha força suficiente para iniciar uma rebelião mas foi buscar esta força na unidade do povo. O seu discurso levava a esperança para a tomada do poder e envolveu as aldeias e todo aquele povo e caminharam para Montemor, onde encontrou o povo da cidade que se uniu a Afonso, e não só, as tropas também renderam sua fidelidade a Afonso (o novo rei), sendo então destituído Rodolfo.

Esse conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine já e tenha acesso ao conteúdo na íntegra!

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...