“Faz isso não, criança! Assim tu me arrebentas!”

Edição: 339 Publicado por: Samir Resende em 02/05/2013 as 13:34

 
Leitura sugerida

Um passarinho verde de dentro do Governo me contou que a coisa está feia em Valença. A locupletação, a balburdia, a safadeza e a corrupção imperam descaradamente nas esferas políticas e principalmente naquele espaço que deveria ser o mais isento: a Justiça. Essa pessoa que é de confiança do prefeito me garantiu que nada anda no Ministério Público Estadual, a não ser para favorecer uma certa gente de um determinado grupo político aí; e o pior - PASMEM - o Delegado de Polícia responsável ainda não mexeu uma sobrancelha para apurar o desvio milionário denunciado na folha de pagamento da PMV pela empresa de informática Microcis. Se a minha fonte secreta estiver certa, é melhor chamar o ladrão de uma vez.

Em que pese o doutor Álvaro ter escolhido um jornal de Volta Redonda (?) para levantar mais denuncias esta semana, a cada dia tenho mais certeza que o problema é do valenciano, pois aceitamos passivamente essa ladroagem desenfreada. E mais, a ausência de uma reforma na política que dê poder ao povo é o câncer que o Brasil enfrenta, sem encontrar quimioterapia que resolva. Aliás, não encontra Química, Matemática, Física. Sociologia e outras matérias que faltam nas escolas públicas, maquiadas pelos números falsificados das Secretarias de Educação.

No plano federal, estadual e municipal, Vossas Excrescências, quer dizer, Excelências, fazem de tudo para manter as coisas como estão. Mas é importante ressaltar que não são todos os políticos que agem assim ou que são pilantras, este é um discurso idiota que a gente repete a mando dos maus que querem esconder os bons. Há uma minoria que resiste, mas infelizmente, na Sociedade do Espetáculo, as pessoas que se mostram contrários a essa realidade são tachadas de “sonhadoras”, “utópicas” ou “radicais”.

A Reforma Política que está prestes a ser votada no Congresso Nacional tem o intuito maior de limitar a criação do novo partido da ex-senadora Marina Silva. É uma puxa (falta de) sacanagem! Eu acho que deveriam proibir a Marina não por ela tentar criar um partido novo, mas sim por causa do nome horroroso que ela escolheu (“Rede de Sustentabilidade”). Vai ser em cima do muro assim lá no Acre! Brincadeiras a parte, tentativas de golpe como esse, só mostram a canalhice do discurso “de coalização” que impera na Federação.

É como disse o presidente do Supremo Tribunal, o Joca (Joaquim Barbosa): o Brasil tem a péssima mania de não fazer as coisas fingindo que está fazendo. Reforma Política sem discutir o financiamento, o fortalecimento ideológico dos partidos e o voto obrigatório é um engodo que a gente vai engolir rindo, tipo hiena.

Algumas pessoas podem achar que eu escrevo agressiva e arrogantemente; que eu pego pesado nas críticas políticas e tal. Minha verdade não é universal e minha eloquencia pedagógica pode soar pedante. Mas, o preocupante disso tudo é que eu escrevo para este jornal há três anos e eu nunca recebi uma contra-argumentação que refutasse o que ando dizendo. Estou doido pra ser convencido do contrário, de que a cidade que eu nasci e cresci, tive professores sensacionais, aprendi a jogar o melhor basquete do sul do estado (mesmo sem quadras) e não canso de receber o vento fresco que este lindo vale oferece, não está virando um lixão a céu aberto. Uma extensão grotesca da Baixada Fluminense.

Eu sei da situação de horrores que passam as prefeituras do país, principalmente as que seguem o projeto do PMDB e aliados no estado. Mas, quem foge da discussão partidária está fugindo do país. Ame-o ou deixe-o (péssimo exemplo, né?).

Quer ver um acerto deste Governo Municipal? O Secretário de Cultura João Ewerton e a parte de esportes coordenada pelo professor Álvaro (Alvinho). Vão dar bons frutos, com certeza.

Em relação aos vereadores, alguns ali estão precisando mostrar a que vieram, ainda mais num lugar recheado de cobra criada. É rabiola, Baltazar!

2 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...
avatar

mestre Cid em 13/05/2013 às 11:20 disse:

Certíssimo,tem vereador q ainda não sabe qual é sua função e por isso foi eleito duas vezes:uma pra vereador e outra como pior vereador da casa,é preciso aprender a colocar as cartas na mesa!!!
responder O comentário não representa a opinião do jornal! A responsabilidade é do autor da mensagem!
avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...
avatar

roberto souza em 07/05/2013 às 12:31 disse:

"quando os que mandam perdem a vergonha, os que obedecem perdem, o respeito"
responder O comentário não representa a opinião do jornal! A responsabilidade é do autor da mensagem!
avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...