A fraude e a facada

Edição: 614 Publicado por: Marcelo A. Reis em 12/09/2018 as 08:18

 
Leitura sugerida

Caro leitor;

Não tenho doutorados em universidades estrangeiras de grande prestígio. Harvard, Yale, Princeton, Oxford, Cambridge, Sorbonne, Nancy etc. e tal. Tenho os ensinamentos, “mestrado” e “doutorado”, no que o meu pai chamava de a “real escola da vida”. A vida na rua; a vivência com as pessoas... Lembrei outro dia, aqui mesmo, o Brizola, com o seu peculiar sotaque gaúcho, dizendo: “Eu venho de longe”. Também venho. Rodei muito e ainda rodo. Há mais de quatro digo, sem ficar a favor ou contra, que o que mais se ouvia/ouve era que “no tempo dos militares era melhor”. Há muito escrevo aqui que o Bolsonaro estava crescendo e que venceria esta eleição. Os “cardeais” da imprensa não acreditavam e jogavam todo o descrédito no capitão paraquedista. Ridicularizavam-no e a todos que percebíamos o crescimento dele. Agora dão voltas e mais voltas para, sem ficar com cara de besta, explicarem o fenômeno; as razões de tal. Bolsonaro soube/tem sabido perceber, entender, interpretar, absorver e colocar os anseios reais da população. O faz de forma simples e direta. Os “cardeais” não andam nas ruas, não pegam ônibus, trem e táxi, e estão surpreendidos. Vivem em cordiais tertúlias nas emissoras de TV fechadas e no alto de suas “sabedorias” deitam falação. Há muito tempo, uns três anos ou mais, venho dizendo, e reafirmo, que Bolsonaro será o próximo presidente e que só a fraude lhe tiraria a vitória. Esqueci-me da facada. Pois é, quando deram-se conta de que não iriam conseguir impedir o crescimento dele, a única saída seria matá-lo. Não foi a primeira tentativa. Foi a terceira! A primeira, quase, bem sucedida. Duas vezes antes, no Acre e em Pernambuco, conseguiu-se abortar. Não tenho dúvidas de que o tal do “Bispo” teve todo um suporte/apoio/direcionamento de peixes maiores. Quem está por trás? Podem ser todos. Qualquer das quadrilhas que disputam o poder. A do PT e a que converge/concentra-se em torno de “temer”, o minúsculo. A bandidagem apenas diferencia-se em direita ou esquerda para ter claro com que mão furtam. Tem uns que são ambidestros! Podem fazer uma trégua para eliminarem o “inimigo comum”. Surpreso? Lembre-se que estavam juntos e, depois na hora de dividir a grana é que houve o racha! Podem recompor-se, mesmo que temporariamente.

O mais interessante, politicamente falando, é que a única possibilidade de reforma, no Brasil no presente momento, só poderá vir a acontecer com a vitória do Bolsonaro. Todos os demais candidatos estão/estarão prontos para compor com os setores mais retrógrados do “capitalismo brasileiro”. Inclusive o PT.

A possibilidade de vencer no primeiro turno é muito grande. Diria, quase, total!  As pesquisas que têm sido divulgadas têm muitas falhas e “defeitos”....

Mas...

O candidato que se cuide, e muito, pois tudo poderá ser feito. Manobras judiciais, fraudes eletrônicas e, até mesmo, um “ acidente” hospitalar.

Até a próxima.

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...