Agradecimentos

Edição: 652 Publicado por: Família - Salles Furtado em 19/06/2019 as 08:55

 
Leitura sugerida

Hoje, venho apresentar toda aminha gratidão à Saúde Pública da nossa Cidade de Valença.

Em agosto do ano passado, tive a oportunidade de observar o quanto podemos contar com os profissionais competentes e humanos do Pronto Socorro, da UTI e das Enfermarias do Hospital Escola Luiz Gioseffi Jannuzzi e do SAMU.

Na ocasião, não pude fazer isso, pois, com o falecimento da minha mãe, não tive condições para escrever. Mas, a vida sempre nos apresenta novas oportunidades e, no mês de maio, meu pai sofreu um infarto e o levamos para o hospital, onde, mais uma vez, senti o calor, o carinho e o senso de humanidade com que aqueles profissionais tratam seus pacientes.

Ficamos dois dias na Sala Vermelha e fomos atendidos por médicos, enfermeiros e técnicos que agiram sempre com competência e nos demonstraram muito carinho. Não posso deixar de mencionar também a atenção que os atendentes, vigias e funcionários da limpeza nos dispensaram.

Da Sala Vermelha, meu pai foi transferido para uma Enfermaria. Encontramos lá pessoas maravilhosas. Todos os dias, as equipes de enfermagem passam pelos leitos, apresentam-se e brincam, auxiliando assim para a descontração dos pacientes que, nesse momento da vida, passam por situações delicadas.

Carinhosamente, médicos, residentes e acadêmicos param para ouvir os pacientes e seus familiares, buscando a melhor forma de ministrar o tratamento.

As equipes da Nutrição, Limpeza e Portaria executam suas tarefas com presteza, cumprimentam e brincam, buscando minimizar a dor de cada um.

Inclusive, não posso deixar de citar que o Hospital de Valença teve a gentileza de pedir uma técnica de enfermagem para ficar junto ao meu pai, durante a ida a Barra Mansa, pois o caso era muito delicado.

Faço um agradecimento especial também ao pessoal do SAMU que, em agosto, quando chamamos à Emergência, chegou em menos de quinze minutos, dispensando toda a atenção à minha mãe, conversando com ela para mantê-la alerta. Da mesma forma, meu pai foi tratado. Prontamente, levou-o para Barra Mansa e, sem reclamar, aguardou o término do exame e como ele não foi liberado no dia, buscou-o no dia seguinte, tratando-o atenciosamente.

Em Barra Mansa, mais uma vez fiquei surpresa com o tratamento que a equipe da Santa Casa mantinha com todos nós. Todos eram muito competentes e atenciosos.

Peço desculpas por não citar os nomes dos profissionais, mas poderia ser traída pela minha memória e esquecer alguém. Isso não seria justo.

Que Deus abençoe a todos.

Com carinho e gratidão,

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...