Zero um

Edição: 652 Publicado por: Gustavo Abruzzini em 19/06/2019 as 09:07

 
Leitura sugerida

Muita gente se surpreendeu com uma postagem que circulou pelas redes sociais este mês. Nela o 01, senador Flávio Bolsonaro, parabenizava Valença pelo aporte de recursos, na ordem de R$ 3 milhões, para a Saúde de Valença que estariam “travados” no Ministério.

 

Milhões

Segundo consta, o recurso anunciado, faz parte do Bloco de Custeio das Ações e Serviços Públicos de Saúde – Grupo de Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar e representa um acréscimo anual de R$ 3.102.500 a serem incorporados ao limite financeiro de média e alta complexidade. E referem-se à habilitação de vinte novos leitos de enfermaria clínica de retaguarda e qualificação de vinte outros disponíveis ao SUS, no Hospital Escola.

 

Levanta a poeira

A boa nova, para a Saúde do município, teve como mérito maior, segundo apuramos, o empenho de Thiago José Gomes Faria, diretor geral do Hospital Escola. Ex-secretário municipal de Saúde, Thiago José liderou também os esforços para a conquista de novos leitos de UTI, em meses de luta e trabalho técnico de excelência. Após ser execrado nas redes sociais ao ser acusado de irregularidades em sua participação no governo Vicente Guedes, Thiago José deu a volta por cima, foi absolvido de tudo e resistiu pelo bem de Valença. E sem rancores.

 

Três

E na tarde de segunda-feira (17), aconteceu a Assembleia de aprovação das contas de 2018 da Fundação Educacional Dom André Arcoverde (FAA). A instituição comprovou, mais uma vez, o que é impressão corrente por toda a região: está indo “de vento em popa”! Inúmeros dados positivos foram apresentados aos conselheiros fundacionais, dentre os quais, o que constata crescimento no número de alunos dos cerca de 1,5 mil alunos de 2013, para 2.861 em 2018, que nesse semestre de 2019 já são mais de três mil.

 

Autonomia

Com seguidos saldos positivos anuais, a instituição não para de investir e segue a passos largos para se transformar em Centro Universitário – UniFAA. Conquistando assim, para Valença, sobretudo, sua autonomia universitária. Parabéns a todos que de uma forma ou de outra contribuíram para as conquistas que levam a Educação valenciana a este novo patamar.

 

Santa fortuna

Como nem só de orgulho vive o valenciano, coube à jornalista Bela Megale do jornal O Globo revelar a possível tentativa do ex-prefeito e ex-deputado valenciano José Gomes Graciosa de doar ao Vaticano a pequena fortuna de R$ 3,2 milhões. A tentativa acabou se tornando uma das provas que pesam contra o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ). Na quinta-feira (13) o STJ passou a considerar Graciosa e outros quatro conselheiros afastados, em réus das suspeitas que recaem sobre eles.

 

Pegando “fogo”

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) ajuizou ação civil pública por ato de improbidade administrativa, com pedido de tutela de urgência antecipada, contra o ex-governador Luiz Fernando Pezão, o Estado do Rio de Janeiro e o secretário de Estado de Defesa Civil e Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado, coronel Roberto Robadey Costa Junior, em razão de reiterados contingenciamentos e inexecução dos recursos orçamentários vinculados ao Fundo Especial do Corpo de Bombeiros (Funesbom), no período de 2014 a 2019, apesar de sua destinação ser legalmente vinculada. E nós aqui, pagando esta taxa com tanto “patriotismo” e convencidos de que ajudamos a apagar o “fogo” no Estado.

 

Será?

Com isso, o MPRJ pede a suspensão da cobrança da taxa de incêndio, das contribuições dos servidores dos Bombeiros e do aporte de recursos do tesouro estadual (patronal) para o Funesbom, até que todos os recursos disponibilizados ao fundo sejam efetivamente executados.

 

Gianetti na SAV

A Sociedade dos Amigos de Valença promoveu na semana que passou uma conversa com o engenheiro Walter Gianetti. Atualmente aposentado, Walter participou da implantação e dos projetos implementados pela Cedae, em Valença, além de ter enorme experiência como coordenador regional da empresa, por vários anos. Após historiar e fornecer importantes e históricas informações, ele e a assistência consideraram preocupante a falta de planejamento do município com a iminência de retomada do serviço de água e esgoto.

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...