UniFAA

Edição: 656 Publicado por: Gustavo Abruzzini em 17/07/2019 as 08:11

 
Leitura sugerida

Já iniciávamos o fechamento desta edição quando nos chegou a notícia da aprovação pelo Ministério da Educação, da transformação de nosso Centro de Ensino Superior em Centro Universitário. Trata-se da maior vitória de Valença, dos últimos tempos. Enfim, o sonho protelado por dificuldades e interposições mil, que os críticos de plantão não tomam conhecimento, nos leva a um avanço que coroa a excelente fase da instituição, cuja administração só colhe louros. Parabéns Fundação Educacional Dom André Arcoverde, parabéns Valença, e que venha com toda força a UniFAA.

 

Faço parte

E o Jornal Local, a cada nova vitória das instituições de nossa comunidade, sobretudo da FAA, sente-se parte integrante dela. Isto porque acreditamos que, nestes quase treze anos de atuação, contribuímos e muito para a manutenção das normalidades institucionais, ao não nos prestarmos a práticas anteriores de servir-se, a agentes políticos, que sempre semearam, através dos “jornais”, instabilidade política na entidade. Quem viveu nos tempos da presidência do professor Dermeval sabe a que nos referimos.

 

Conselho

Em solenidade simples, no auditório da Associação Comercial e Industrial de Valença (Aciva), na noite de quarta-feira (10/7), tomou posse o novo Conselho Municipal de Turismo. Depois de um bom tempo desativado, o conselho será presidido pelo empresário Alexandre Morais, leia-se Pousada Arara e BR Val, que aceitou os apelos do secretário de Cultura e Turismo, Hélio Suzano. Aguarda-se o início das atividades do conselho que vislumbra atrair recursos de outras esferas para o já criado Fundo Municipal de Turismo.

 

Confissão

Contundente, nesta noite, foi o discurso do secretário, Hélio Suzano, que enalteceu a participação dos gestores à frente de demandas governamentais. Disse ainda que a parceria é o carro chefe de sua gestão, à frente da Secretaria, pois recurso, foi tempo, a Prefeitura não tem mais, sobrando.

 

Contra ou a favor

Já o Conselho de Cultura, por sua vez, foi convocado a se pronunciar acerca dos decretos de tombamento da Festa da Padroeira de Nossa Senhora da Glória, como bem imaterial, e do imóvel do antigo Hospital Alzira Vargas, atual sede das Secretarias de Educação e de Cultura e Turismo, na rua Carneiro de Mendonça.

 

Festa

O primeiro caso, o da festa, tem a ver com a consolidação do evento como tradição cultural da cidade. Este novo status beneficiará a organização da festa que começou a ser realizada no longínquo 1836. O conselho tende a ser totalmente favorável.

 

Solução

No caso do antigo Hospital Alzira Vargas, que por muito tempo abrigou a Faculdade de Odontologia de Valença, o tombamento salvaguarda o imóvel, atualmente alugado à Prefeitura, da sanha judicial dos credores da Santa Casa, proprietária do imóvel. Apesar de justificável, por toda sua história, o imóvel deverá acabar indo para a Prefeitura, a preço bem em conta, por desapropriação. Afastando as raposas felpudas dos leilões valencianos.

 

Destaques

A nova sede da Associação Comercial e Industrial de Valença (Aciva) guarda nas paredes de seu auditório uma bela surpresa. Painéis homenageiam e resgatam a memória de quatro expoentes da cultura nacional, nascidos no município. Lá estão, as biografias do maestro Agnelo França, da compositora Rosinha de Valença, da cantora Clementina de Jesus e da atriz Dulcina de Moraes. Excelente iniciativa, sugerida pela arquiteta Sonia Rachid e acatada pelo presidente Sebastião Vieira.

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...