Quanto?

Edição: 674 Publicado por: Gustavo Abruzzini em 21/11/2019 as 08:57

 
Leitura sugerida

Passou desapercebido por muita gente, ou eu estou ouvindo demais? Entrelinhas de uma atuação política coletiva, ou o vereador Celsinho do Bar, em recente reunião da Câmara, confessou ter recebido para ser favorável a Cedae e ainda envolveu todos os vereadores da legislatura 2009-2012? Ato falho, ingenuidade, inexperiência, ou habitual procedimento que de tão habitual ele achou que é legal?

 

Está na rede

O fato inusitado aconteceu na 68ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Valença, na terça-feira (12). Naquela noite, os vereadores receberam o prefeito e os membros da comissão que estuda a transição à saída da Cedae. O prefeito estava sentado do lado do presidente da Câmara e, na tribuna, o vereador membro da tal comissão, David Nogueira, respondia aos questionamentos dos demais vereadores. Na sessão filmada e disponibilizada, sem constrangimentos, no canal Youtube (https://youtu.be/9ypG9LiDB4U), a 2h35min17seg o presidente passa a palavra ao vereador Paulo Celso Alves Pena, que manda, pelo microfone e diante da câmera, uma veemente grave confissão-denúncia.

 

Memória

Ele, que é o atual segundo secretário, afirmou com todas as letras: “Quando a Cedae veio para o nosso município, foi 2009, 2010, não recordo direito, tava eu, vereador Pedro Graça e, hoje, nosso prefeito Fernandinho. E quando ela veio para nossa cidade também, a dor de cabeça que os vereadores ganhou (sic) 25 mil para aprovar a Cedae. Você vê e até os dias de hoje não foi aprovado. Até os dias de hoje está essa bagunça na nossa cidade”.

 

Isso pode?

Como é que é? Cada vereador ganhou um valor para aprovar a Cedae? E quem pagou? E como se deu esta provável negociata? Todos receberam? E o mais estranho foi que, diante da bomba ou besteira falada, tanto Pedro Graça, quanto os demais vereadores, ninguém questionou ou rebateu tal fala. E considerando que quem cala consente, então é verdade o que o vereador revelou? E é normal, tal atitude?

 

Balcão

E o que é pior, ao não ser contestado ou instado a desmentir, por suposta incompetência no uso das palavras e dos números, ficou o dito pelo não dito e a impressão de que é assim que a banda toca, por ali, então. Balcão de negócios, ao gosto do freguês. Quanto será que pretendem receber para aprovar a que vier substituir a Cedae, então? E quanto será que cobram para manter outras possíveis concessões? Pegou mal para caramba. Confesso que não entendi a complacência de todos: prefeito, presidente da Câmara, vereadores citados e demais vereadores. Afinal de contas, a possível prática, ainda que suposta, é uma vergonhosa afronta a história da casa Legislativa, no mínimo.

 

Ex-alunos

E para não dizer que hoje não falei de flores, neste domingo (24), a partir das 9 horas, haverá o Encontro Anual dos Ex-alunos do Colégio Sagrado Coração de Jesus, naquele educandário. A confraternização é para todos que por lá passaram. E neste ano, serão homenageadas as bacharelandas da turma de 1969, no seu Jubileu de Ouro.

 

Experiência

Atenção aí motoristas. A rua Rui Barbosa agora é mão única, no sentido da rua Tanguara, para a rua Expedicionário Arlindo dos Santos. Remete aquele problema descrito aqui, das ruas muito estreitas para comportar mão e contramão. Será uma experiência. Esperamos que se estenda a rua Getúlio Vargas, Tanguara e avenida Nilo Peçanha, no trecho da rua Leon Mouffron até a rua Mário Castilho. Lugares em que o trânsito é feito para testar a destreza e equilíbrio dos motoristas.

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...