Os 25, o PróCuidar e a Política 

Edição: 678 Publicado por: Marcelo A. Reis em 18/12/2019 as 10:18

 
Leitura sugerida

Caro leitor; 

Não se assuste com o título. Parece código de acesso de conta bancária, mas não o é. Sei que vou cansar a alguns.

Repassarei alguns fatos do meu processo depressivo que muitos já leram aqui mesmo. Imagino que esteja se perguntando o que tem a haver umas coisas com as outras. 

Refiro-me aos 25 quilos que, efetivamente, perdi nos últimos dez meses, sem remédios, cirurgias bariátricas e congêneres. Nada além de dietas e exercícios (lentos e extremamente graduais). Não existem milagres! Apenas disciplina e persistência.

Há cerca de um ano o meu clínico/geriatra, doutor Ricardo Rocco, à par de várias medidas, insistiu para que me habilitasse em um programa de condicionamento/ recondicionamento em curso na UNIFAA, em Valença (RJ). Enfatizou que a assertiva, greco-romana, sobre a mente sã em um corpo são é absolutamente real/verdadeira. Com o meu cartão do SUS, sem nenhum apadrinhamento, fui ao Hospital Escola. Atendimento de primeiro mundo. Após várias entrevistas /consultas/exames fui admitido. Equipe padrão A. Diversas outras pessoas, com as mais diferentes origens e necessidades médico/terapêuticas e resultados inacreditáveis. Os custos, comparados aos tratamentos alopáticos tradicionais, às intervenções cirúrgicas, são infinitamente menores. Fala-se que R$ 1 gasto em tal tipo de enfrentamento chega a economizar R$ 7 dos tratamentos tradicionais. A isso acrescente-se que sem danos colaterais...

Os meus resultados pessoais e os dos demais participantes são inacreditáveis!

É algo que tem que ser massificado pelo Brasil afora. 

Aí, você já percebeu o que a política tem à ver. A implementação de programas assim não possibilita a formação das “caixinhas” de campanha. As compras, muitas vezes desnecessárias, de equipamentos e remédios caríssimos que alimentam/realimentam um perverso círculo vicioso que ceva a bandidagem que, em sua quase totalidade, compõe o quadro político do país. Em níveis federal, estadual e municipal. 

Não esperemos...

Vamos, cada um, em nossas áreas de abrangência, por menores que sejam, tomar as providências por nós mesmos...

Exigir dos políticos, em todos os níveis, ações efetivas e concretas...

Os “rodriguim maiazim” da vida e similares têm como única preocupação o saque às riquezas nacionais... 

Querem é a implantação do tal Fundo Partidário que são, em termos simples e diretos, a sistematização/regulamentação do furto dos recursos públicos. 

Querem que o povo se f... dane!

Querem que o Brasil se f... dane!

Ainda assim, não desistamos; nunca!

Feliz Natal!

Até a próxima ....

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...