Elemento de alta periculosidade é capturado no Santa Rosa II

Edição: 549 Publicado por: Redação em 08/06/2017 as 08:59

 
Leitura sugerida

Valença – Um elemento de alta periculosidade, morador de Vassouras, foi preso por policiais militares, após os mesmos receberam denúncia anônima de que o homem estaria tentando abrir uma boca de fumo no local. Diante das informações os agentes seguiram para o endereço e posteriormente identificaram o homem como sendo Paulo Ricardo de Almeida, 28 anos (vulgo Pêo). A ocorrência aconteceu na sexta-feira, dia 2/5, por volta de 15h30, uma equipe do Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) por determinação da sala de operações se deslocou até a rua dos Bombeiros, bloco 2, no bairro Santa Rosa II, onde segundo informações de que estaria instalando uma boca de fumo e que ele também teria como missão levantar informações relacionados a policiais que estavam envolvidos na ocorrência do dia 11/1/2017, na ocasião morreu em uma troca de tiros João Vitor Monteiro Costa da Silva, que seria enteado de Paulo Ricardo, sendo que o mesmo seria o gerente da “boca”. Tudo isso seria por ordem de Gustavo das Graças Candido, vulgo Tavinho ou Vasco, preso na ocorrência em janeiro/2017. Chegando ao local, os policiais puderam observar uma janela entreaberta e avistaram o suspeito, foi solicitado ao mesmo que abrisse a porta do imóvel, quando tentou fugir para outro cômodo sendo contido pela polícia que utilizou os meios necessários para contê-lo. No local foram localizados dezessete sacolés contendo pó branco e R$26 em espécie. Paulo Ricardo recebeu voz de prisão. E apresentou pequena escoriação no braço direito, sendo conduzido ao Pronto-Socorro do Hospital-Escola para atendimento. Posteriormente foi conduzido para a 91ª Delegacia de Polícia e apresentado ao inspetor de plantão que encaminhou a ocorrência ao delegado titular Luciano Coelho que determinou o envio do material para o Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), onde após perícia, constatou-se tratar de 4,6 gramas de cocaína. Diante das circunstâncias a autoridade policial enquadrou Paulo Ricardo no Artigo 33 da Lei 11.343/2006 – tráfico de drogas ficando o mesmo preso em flagrante. A ação que motivou na prisão de Paulo Ricardo, foi através da equipe do Patrulhamento Tático Móvel (Patamo), composta pelo sargento Grijó, cabo Terra e soldado De Paiva, cabo Lacerda e soldado Dias. (RO: 584/91/2017/BOPM: 2174896/2017).

Galeria de imagens

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...