PS4 destravado - quem se dá bem é só o trambiqueiro!

Edição: 557 Publicado por: Marcelo Iglesias em 03/08/2017 as 15:55

 
Leitura sugerida

Quem acompanha o noticiário da indústria de games já sabe que chegou ao Brasil um método de destrava do PlayStation 4. Em tese, a técnica recorre a acoplagem de um mini PC Raspbarry Pi (o mesmo utilizado para a montagem daqueles miniconsoles que rodam emuladores de consoles antigos) junto ao PS4. Daí é feita uma clonagem de um aparelho (não é compartilhamento de conta), com direito a reprogramação de BIOS e demais propriedades técnicas que no final das contas permite aos “técnicos” adicionarem um monte de games ao preço médio de R$ 400. No Mercado Livre é possível até comprar um PS4 manipulado e com um monte de jogos já instalados por cerca de R$ 3.800.

A Sony ainda não sabe como resolver o problema e há cerca de dez dias iniciou uma ofensiva para tentar localizar e remover conteúdos que ensinam a fazer a tramoia, que teria surgido na Rússia. Com o PS3, a farra do desbloqueio teve vida curta e muitas contas foram banidas. Acontece é que relatos têm mostrado que até o momento os PS4 desbloqueados têm funcionado normalmente, inclusive em partidas multiplayer e até mesmo permitindo atualizações.

Esse conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine já e tenha acesso ao conteúdo na íntegra!

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...