Aterro sanitário: cidade à espera!

Edição: 336 Publicado por: Paulo Henrique Nobre em 11/04/2013 as 09:52

 
Leitura sugerida

Rio das Flores – O menor produtor de lixo dos quatro municípios que comporão o Consórcio Intermunicipal para destinação dos resíduos sólidos ainda não assinou o acordo. A Prefeitura está à espera que os problemas relativos ao aterro sanitário, a ser instalado em Vassouras, sejam resolvidos. Mas, enquanto a solução não sai, a cidade atua para diminuir o impacto, reciclando seu lixo e implementando ações de educação ambiental.

Segundo Anderson Martins Dutra, secretário de Meio Ambiente, Rio das Flores, hoje, coleta todo o lixo que é levado para a usina de triagem e compostagem de resíduos sólidos. “Todo o resíduo é coletado diariamente. São duas vezes por dia no primeiro distrito (sede) e uma vez por dia no segundo distrito (Manuel Duarte) e no terceiro distrito (Taboas). No quarto distrito (Abarracamento) e no subdistrito de Comércio, é uma vez por semana”. Segundo o secretário, na usina é feita a separação do vidro, plástico, metal, polietileno, papelão, etc., que é prensado e levado para as recicladoras. Boa parte do material é doado para associações de artesãos.

Esse conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine já e tenha acesso ao conteúdo na íntegra!

Galeria de imagens

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...