A verdade dos fatos

Edição: 576 Publicado por: Soraia Graça em 13/12/2017 as 08:19

 
Leitura sugerida

Este conceituado jornal publicou em sua última edição MATÉRIA PAGA (como próprio jornal destaca) com manchete vinculando a palavra “rombo” ao nome “Soraia Graça”, numa clara tentativa de confundir a opinião pública. Diante disso, em respeito ao nome honrado que carrego, dirijo-me a todos os Rioflorenses e, particularmente, aos valencianos e seu prefeito que me confiou a Secretaria de Saúde: a manchete do jornal além de ofensiva e deselegante, falta com a verdade.

Pois então vamos à verdade dos fatos:

Em meados de 2014 todo o País e principalmente o Estado do Rio de Janeiro e seus municípios, conheceram a ferocidade da maior crise financeira da história. Enfrentamos de pé está grave crise que impactou sobremaneira o Município de Rio das Flores tão dependente que é dos royalties do petróleo e do FPM. 

Diante da situação financeira caótica, coerente com minha trajetória política, optei por manter a merenda das nossas crianças nas escolas, o transporte escolar dos alunos que moram distante, a limpeza da cidade, o pagamento do 13º salário do funcionalismo público. E mais, deixei empenhada a folha de pagamento de dezembro para ser paga no início de janeiro conforme determina a lei. Para tanto, não aceitei pagar os salários dos cargos comissionados, do vice-prefeito e nem o meu salário de prefeita. Da mesma forma, não paguei a rescisão desses comissionados, por respeito ao povo de Rio das Flores.

O que de fato ficou (e não foi só em Rio das Flores, mas em quase todos os municípios fluminenses) foram RESTOS A PAGAR referentes a 2013/2016. Resto a pagar não é desfalque e muito menos rombo: resto a pagar, tecnicamente falando, é o que se deixa empenhado; é uma despesa que foi realizada, mas que ainda não foi paga na totalidade. Despesas parceladas, ações judiciais, trabalhistas (ações estas que chegaram no exercício deste atual governo) não são restos a pagar!

Bom destacar que as ações judiciais mencionadas na matéria, referem-se a “dívidas trabalhistas” oriundas do contrato da Prefeitura com a Associação de Assistência Social de Rio das Flores que administrava o Hospital Dr. Luiz Pinto por décadas (várias administrações). Quem mora em Rio das Flores sabe verdadeiramente a origem desta dívida!

Parcelamos o INSS, conforme a Lei Municipal n 1857/2016, aprovada pelo Legislativo. Da mesma forma com relação à Light: pagávamos cerca de 150 mil por mês (entre atrasados e o mês). Estaríamos sem luz se não estivéssemos em dia.

Rombo? Francamente, mais que pirotecnia, sabe-se lá com quais objetivos, trata-se de um desrespeito, uma indelicadeza não só comigo, mas com todos leitores deste conceituado jornal.  A própria planilha apresentada na matéria destaca no cabeçalho “Restos a Pagar”. A maior parte como se vê referente a serviços contínuos que não podem parar.

Quanto à parte da matéria que fala dos investimentos para os próximos anos em Rio das Flores, fiquei muito feliz em ver destacadas verbas oriundas de emendas e propostas da nossa gestão à frente da Prefeitura, dentre as quais posso citar a REFORMA DA RODOVIÁRIA e a REFORMA DO GALPÃO DO CAFÉ (atual departamento de obras). 

Por fim, conclamo as pessoas de bem a não se deixarem ludibriar ou confundir por opiniões distorcidas da verdade, disfarçadas de “informação” e que, na verdade, trata-se tão somente de MATÉRIA PAGA. 

Deixo meu carinho e respeito a toda população de Rio das Flores e Valença, e meu desejo de que tudo dê certo para Rio das Flores e sua preciosa população. Deus no comando de tudo.

Um beijo no coração de todos! 

Esse conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine já e tenha acesso ao conteúdo na íntegra!

Galeria de imagens

4 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...
avatar

carlos em 29/04/2018 às 21:18 disse:

Uma matéria paga por um pseudo prefeito, que quase destruiu a nossa Valença é no mínimo estranha. Qual a finalidade dessa matéria? Seria evitar a candidatura da Dr. Soraia numa próxima eleição? Seria para desviar a atenção da sua péssima administração na prefeitura? Vamos acompanhar a gestão desse pseudo prefeito, inclusive no que se refere as promessas de campanha. Até agora nada.
responder O comentário não representa a opinião do jornal! A responsabilidade é do autor da mensagem!
avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...
avatar

João Renato da Silva em 21/12/2017 às 09:04 disse:

Parece que as pessoas,desconhecem o que é Lei de Responsabilidade Fiscal.Segundo a Lei,esta determina que,para que se faça qualquer tipo de Empenho visando algum tipo de pagamento,deve-se apresentar a existência de recursos (diga-se bem claro, DINHEIRO EM CAIXA !!);tanto que os funcionários da PMF,somente receberam na gestão seguinte.Contra número,fatos e claras provas documentais disponível para qualquer cidadão, não há argumento É somente um esclarecimento.
responder O comentário não representa a opinião do jornal! A responsabilidade é do autor da mensagem!
avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...
avatar

Maria das Graças Fontes de araujo em 15/12/2017 às 07:52 disse:

É o jornal semana passada foi distribuído gratuitamente a população de Rio das Flores e porquê não fizeram o mesmo essa semana, o povo merece conhecer os dois lados, a defesa da Dra é justa!
responder O comentário não representa a opinião do jornal! A responsabilidade é do autor da mensagem!
avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...
avatar

José Ricardo de Almeida em 14/12/2017 às 10:13 disse:

Não posso e não quero avalizar ninguém, mas é SEMPRE importante que se escute os DOIS LADOS da história. Adesões imediatas a narrações (pagas, falsas ou verdadeiras), ao estilo das malfadadas redes sociais dos dias atuais, não nos levará a aperfeiçoamento algum dos rituais democráticos: ao contrário, nos conduzirá às ditaduras da maledicências.
responder O comentário não representa a opinião do jornal! A responsabilidade é do autor da mensagem!
avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...