Febre Amarela

Edição: 587 Publicado por: Redação em 07/03/2018 as 08:19

 
Leitura sugerida

Rio de Janeiro - A Subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde do RJ informa que em 2018 foram registrados 94 casos de febre amarela silvestre em humanos, sendo 41 óbitos: 13 casos - Teresópolis, sendo seis óbitos; 18 casos - Valença, sendo seis óbitos; 10 casos - Nova Friburgo, sendo quatro óbitos; 1 caso – Petrópolis; 2 casos - Miguel Pereira, sendo um óbito; 10 casos - Duas Barras, sendo dois óbitos; 3 casos - Rio das Flores, sendo dois óbitos; 2 casos - Vassouras, sendo um óbito; 7 casos - Sumidouro, sendo dois óbitos; 5 casos - Cantagalo, sendo três óbitos; 1 caso - Paraíba do Sul, sendo um óbito; 2 casos - Carmo, sendo um óbito; 2 casos - Maricá, sendo um óbito; 25 casos - Angra dos Reis, sendo doze óbitos; 2 casos - Paty do Alferes, sendo um óbito; 2 casos - Engenheiro Paulo de Frontin, sendo dois óbitos; 2 casos - Mangaratiba, sendo um óbito; 1 caso - Piraí, sendo um óbito; 1 caso - Cachoeiras de Macacu, sendo um óbito; 2 casos - Trajano de Moraes, sendo dois óbitos; e 1 caso – Rio Claro, sendo um óbito. Número de localidades com casos confirmados de febre amarela em macacos: 1 epizootia – Niterói; 1 epizootia - Angra dos Reis (Ilha Grande); 1 epizootia - Barra Mansa; 1 epizootia – Valença; 1 epizootia - Miguel Pereira; 1 epizootia - Volta Redonda; 1 epizootia - Duas Barras; 1 epizootia – Paraty; 1 epizootia - Engenheiro Paulo de Frontin; 1 epizootia – Araruama; e 1 epizootia – Seropédica.

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...