Empresários temem a interdição

Edição: 592 Publicado por: Paulo Henrique Nobre em 11/04/2018 as 08:03

 
Leitura sugerida

Valença – O Ministério Público e o 22º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Volta Redonda realizou na tarde do dia 6 de abril, audiência na Associação Comercial e Industrial (Aciva). O objetivo do encontro foi reunir os proprietários de empresas da cidade que estão com problemas de regularização junto à corporação. Os empresários aproveitaram o momento para tirar dúvidas e fazer críticas à obrigatoriedade, que só passou a ser exigida recentemente e deixou todos com dificuldades para cumprir. Para o Corpo de Bombeiros, há caminhos a seguir que podem diminuir entraves no processo de regularização.

O encontro contou com a presença do procurador do município, Márcio Petrillo, da secretária municipal de Fazenda, Rosemeri César de Souza; da secretária de Educação, Maria Aparecida de Almeida; da coordenadora do Setor de Posturas, Maria da Glória Figueiredo; do promotor de Justiça, Gustavo Teixeira Nacarath; do presidente da Aciva, Sebastião Roberto Vieira; do comandante do 22º Grupamento, tenente-coronel Leonardo da Silva Loyola; e do presidente da Câmara, Saulo Corrêa. Gustavo Nacarath informou que convocou essa reunião, preocupado com a situação de várias empresas irregulares junto aos Bombeiros, com várias que ainda nem deram entrada no projeto de adequação. Ele lembrou que os empresários precisam contratar profissional para fazer esse projeto e que esse é o primeiro passo antes de procurar os Bombeiros. “Muitos dos imóveis já estão há anos com projetos de intervenção caminhando”.

Esse conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine já e tenha acesso ao conteúdo na íntegra!

Galeria de imagens

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...