Crise econômica afeta 56% dos municípios do Sul e Centro-Sul Fluminense

Edição: 605 Publicado por: Jornal Local em 11/07/2018 as 10:00

 
Leitura sugerida

Volta Redonda - A crise econômica, que teve início em 2014 e causou forte recessão no país, fez com que o nível socioeconômico das cidades brasileiras retrocedesse três anos. É o que aponta o Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM), divulgado pelo Sistema FIRJAN (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) com base em dados oficiais de 2016, últimos disponíveis. A crise se manifestou fortemente no Sul e Centro-Sul Fluminense e 56% dos municípios regrediram na comparação com o ano anterior. Das 25 cidades das regiões, todas estão com conceito moderado e nenhuma foi classificada como alto desenvolvimento. Piraí, Volta Redonda e Resende estão entre as dez mais desenvolvidas do estado. A última colocada no ranking regional com menor desenvolvimento foi Quatis.

O índice monitora todas as cidades brasileiras e a avaliação varia de 0 a 1, sendo que quanto mais próximo de 1 maior o seu desenvolvimento. O IFDM avaliou 5.471 cidades.

Esse conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine já e tenha acesso ao conteúdo na íntegra!

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...