Programa Líder reivindica trem de passageiros

Edição: 610 Publicado por: Redação em 14/08/2018 as 11:42

 
Leitura sugerida

Volta Redonda - A implementação de ramais ferroviários para transporte de passageiros no Sul Fluminense foi o assunto principal do encontro que reuniu os membros do Programa Líder (Liderança para o Desenvolvimento Regional), o subsecretário estadual de Transportes, Delmo Pinho, e o diretor de Relações Institucionais da MRS Logística, Gustavo Bambini. Durante a reunião, realizada na sede da Firjan, em Volta Redonda, na tarde da quinta-feira, dia 9, os membros do programa – que reúne prefeitos e lideranças de doze municípios da região – reivindicaram da MRS a criação de linhas de passageiros conforme previsto no contrato de privatização.

Participaram da reunião os prefeitos de Piraí, Luiz Antônio; de Resende, Diogo Balieiro; o vice-prefeito de Volta Redonda, Maycon Abrantes; e o vice-prefeito de Valença, Hélio Suzano.

O coordenador do eixo mobilidade do Programa Líder, Péricles Aguiar, comentou que inúmeros estudos de viabilidade foram feitos nas últimas duas décadas visando a implementação do transporte de passageiros no Sul Fluminense.

Entre as possibilidades de roteiros das linhas de passageiros estão as que interligam os estados do Rio, São Paulo e Minas Gerais. O subsecretário estadual de Transportes, Delmo Pinho, defendeu durante o encontro, além do transporte de passageiros, investimentos para implantação e operação de terminais intermodais rodoferroviários (Rio x SP e Rio x Belo Horizonte) e de um terminal de granéis agrícolas.

O diretor da MRS, Gustavo Bambini, apresentou aos presentes o plano de renovação da concessão. O documento contempla uma lista de investimentos prioritários determinados pelo governo federal e outros que a empresa considera relevantes para sua operação.

“Nossa previsão é investir R$ 1 bilhão no eixo Rio x São Paulo, com foco no aumento de volume de carga geral para aliviar o fluxo de caminhões entre as duas regiões metropolitanas do Brasil. Só no Estado do Rio, serão R$ 250 milhões com foco na minimização de conflitos em áreas urbanas e criação de uma nova rota logística para escoamento de cargas”, explicou Bambini, acrescentando: “É muito importante o diálogo com a sociedade e poder público, por isso consideramos esse encontro muito importante, até histórico, na construção de um alinhamento sobre o tema”.

1 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...
avatar

JCL em 14/08/2018 às 13:48 disse:

Parece um miragem esse assunto, mas se for concretizado será um enorme avanço no tocante a mobilidade urbana tão propalada nos dias atuais; além de recuperar o que a ditadura de 64 nos tomou, que Deus ilumine esses Prefeitos envolvidos e a diretoria da MRS, o retorno desse Trem é sonho que esperamos não caia no esquecimento nem fique só na discussão - Trem de Volta Já!
responder O comentário não representa a opinião do jornal! A responsabilidade é do autor da mensagem!
avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...