Policial morre em confronto com criminosos na Costa Verde

Edição: 626 Publicado por: Redação em 05/12/2018 as 08:42

 
Leitura sugerida

A equipe do Jornal Local presta os pêsames a toda família enlutada do PM sargento Nilton Moura Jr., bem como a todos os colegas e companheiros da 3a Companhia da Polícia Militar, em nome do seu comandante, tenente Silva Cruz. Lamentamos esta terrível perda e desejamos muita força a todos, na superação deste momento de pesar.

 

Angra dos Reis – Em confronto entre policiais militares e criminosos no bairro Camorim Grande, na sexta-feira, dia 30/11, dois policiais acabaram sendo alvejados por tiros, de acordo com informação da Polícia Militar. Durante a ação, a equipe foi atacada por traficantes com tiros de fuzil, ficando encurralados. Os PMs estavam na localidade para apoiar uma operação do 33° Batalhão (Angra dos Reis). Ainda de acordo com informações, desde o início da manhã dezenas de pessoas usaram as redes sociais para relatar um intenso tiroteio no bairro. Por alguns momentos, a rodovia Rio-Santos chegou a ser interditada devido ao tiroteio. Os policiais feridos foram socorridos no Hospital Geral da Japuíba, sendo que um dos policiais, de nome não identificado, foi ferido de raspão na perna. Ele foi atendido na mesma unidade e liberado em seguida. Já o segundo sargento Nilton Moura Júnior, 44 anos, foi atingido no ombro. O disparo o acertou numa região que fica um pouco acima do colete à prova de balas. Ele não resistiu ao grave ferimento e faleceu.

 

Emoção e homenagens marcaram o sepultamento em distrito

Sob forte comoção muitas pessoas foram prestar as últimas homenagens ao sargento Moura, entre eles familiares, amigos, policiais militares, civis e bombeiros; ele foi velado e sepultado no cemitério do distrito de Barão de Juparanã às 10h30 do sábado, dia 1°/12, sob flores, palmas e salva de tiros. Um apaixonado pela profissão, foram diversas ações em que ele esteve presente, atuando rigorosamente no combate à criminalidade, morreu no exercício da profissão, servindo e protegendo. Não só o 10ª Batalhão de Polícia Militar, em especial a 3ª Companhia, mas também a população que perdeu um policial, um guerreiro que irá fazer falta no seu quadro; policiais, os amigos de farda, o definiram como um homem querido, e principalmente dedicado à sua missão.

Nascido a 7 de agosto de 1974, o segundo sargento Nilton Moura Júnior viveu grande parte de sua vida entre o Distrito de Juparanã, em Valença e a cidade de Rio das Flores, onde constituiu família. Em 3 de abril de 2000, ingressa nos quadros da PMERJ (Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro) como soldado, seguindo com galhardia e destemor a nobre profissão de Policial Militar, galgando, com honras, as graduações subsequentes até o quadro de 2º sargento PM. Neste caminho, trabalhou com afinco em vários setores de policiamento da área da 3ª Companhia/10º BPM, com destaque para os serviços em Barão de Juparanã e Rio das Flores e, por fim, no Patrulhamento Tático Móvel (Patamo)/3ª Cia, serviço que realizou por mais de 10 anos ininterruptos, consolidando, assim, o respeito e a admiração dos amigos de profissão e da população em geral. Recebedor e merecedor de várias honrarias e moções de louvor e de aplauso em razão dos bons serviços prestados aos municípios de Valença e Rio das Flores, quis o destino que a mais recente homenagem recebida pelo sargento Moura fosse entregue em solenidade com a presença do comandante Geral da PMERJ, em louvor à ocorrência que resultou na prisão dos acusados da morte de outro policial, em Barra do Piraí.

 

 

Galeria de imagens

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...