Uvafer trará locomotiva histórica para o município

Edição: 635 Publicado por: Paulo Henrique Nobre em 20/02/2019 as 08:21

 
Leitura sugerida

Valença – Após trazer de volta três vagões de aço fabricados aqui na cidade e que se tornarão local para palestras e divulgação da história ferroviária do Município, a União Valenciana para Preservação Ferroviária (Uvafer) conseguiu mais um feito: a instituição se prepara para trazer para o mesmo local onde já se encontram os vagões, uma genuína locomotiva a vapor. A máquina se encontra em Sorocaba, mas já foi doada à Uvafer. A instituição se prepara, agora, para buscar os recursos necessários ao transporte da locomotiva.

De acordo com o presidente da entidade, Miguel Pelegrini, a Uvafer já tem o documento de compromisso de doação produzido pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). “Ela tem uma aparência relativamente boa, mas precisa de muita reforma, muitas peças. E mesmo assim, nós aceitamos o material, porque está muito difícil conseguir isso hoje. Tudo que é material ferroviário está sendo transferido para as companhias de sucata”. Miguel lembrou que a locomotiva se encontra desmontada e necessita de recuperação, o que acontecerá aqui na cidade. “Demanda recursos financeiros que nós deveremos conseguir através de contato com o Ministério da Cultura e vai demorar”. O presidente afirmou que não espera apoio financeiro da Prefeitura, que já tem outras despesas mais importantes na área da saúde, educação, etc.

“Essa locomotiva é de 1923. Ela está na Estrada de Ferro Sorocabana, encostada no pátio”. A empresa responsável pelo ramal ferroviário naquela região já concedeu permissão para a vistoria do equipamento por uma equipe técnica da Uvafer. Miguel contou quais são as etapas para o projeto da locomotiva em Valença. “Nós estamos no processo de avaliação das despesas de transporte”. Quando estiver em Valença, conta ele, a ideia é instalar a locomotiva na mesma praça onde estão os vagões, mais próxima à Rodoviária Princesa da Serra, com aplicação do leito e dos trilhos, etc. Ao final da restauração, o objetivo será manter a máquina como uma forma de resgate da memória ferroviária. “Essa locomotiva não passou por Valença, muito embora a característica dela seja igual às das locomotivas que trafegaram aqui”.

Esse conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine já e tenha acesso ao conteúdo na íntegra!

Galeria de imagens

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...