Assassinato bárbaro e cruel completou um mês

Edição: 343 Publicado por: Sandro Barra em 31/05/2013 as 10:05

 
Leitura sugerida

Valença - Um dos crimes mais bárbaros que aconteceu na cidade e chegou a chocar até o país. No dia 26 de maio, completou um mês do assassinato do menino Isaque Delphino Souto de Barros, 11 anos, morto pela própria mãe que é ré confessa, Sheila Regina de Oliveira Delphino, 50 anos. O crime aconteceu na casa onde a mãe morava com o filho, no bairro Benfica, onde ela primeiro teria sufocado o menino com um pedaço de pano e em seguida deu várias facadas que atingiram o peito e pescoço, que chegou a ficar preso apenas pela coluna cervical; depois se entregou na 91ª Delegacia de Polícia, de onde foi encaminhada para a 98ª Delegacia de área que é em Paulo de Frontin, onde prestou depoimento ao delegado Luiz Fernando Nasser Damasceno.

De acordo com informações, no depoimento que prestou em nenhum momento ela demostrou remorso ou arrependimento pela morte do filho. “Notei que Sheila é uma pessoa fria. Ela disse que tinha que pagar pelo ocorrido e que só não queria voltar para Valença, por temer ser menosprezada ou até mesmo linchada pelos moradores da cidade” - disse o delegado.

Esse conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine já e tenha acesso ao conteúdo na íntegra!

Galeria de imagens

1 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...
avatar

cassiana tito em 07/06/2013 às 12:34 disse:

Que brutalidade esse mundo tá perdido...
responder O comentário não representa a opinião do jornal! A responsabilidade é do autor da mensagem!
avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...