Uvafer luta para trazer locomotiva para a cidade

Edição: 682 Publicado por: Paulo Henrique Nobre em 29/01/2020 as 10:36

 
Leitura sugerida

Valença – A próxima iniciativa da União Valenciana para Preservação Ferroviária – Uvafer – é trazer para a cidade uma locomotiva similar à que percorria as antigas estradas de ferro do município. Nesse meio tempo, outros projetos estão caminhando: a instalação de estruturas de acesso aos carros de passageiros na praça dos Ferroviários; e a implantação de ferrovia turística no distrito de Conservatória. Além disso, a próxima aquisição no projeto será um “tender”, vagão-reboque que levava o carvão nas locomotivas a vapor.

Miguel Pellegrini, presidente da Uvafer, ressalta o grande esforço empreendido pela entidade para trazer os carros de passageiros para a cidade, vagões produzidos nas usinas da Central do Brasil em Valença. “De formas que é um resgate do nosso passado, que sem dúvida, fortalece a nossa cultura”. Miguel ressalta, contudo, que o projeto da Uvafer não se limita a esse trabalho. “Tem um objetivo educacional. Nós precisamos resgatar a nossa memória”. Ele lembra que os carros de passageiros serão utilizados para a disseminação de projetos educacionais e atividades culturais. “Já tivemos alguns eventos, inclusive com a participação do Colégio Monsenhor Thomás. E está prevista agora, para esse ano, uma campanha mais intensa de utilização dos carros”.

No momento, a Uvafer está instalando uma rampa de acesso ao segundo vagão, com objetivo de atender pessoas com necessidades especiais. “Estamos terminando essa fase!”.

Nova aquisição

Miguel informa que está prevista para o mês de fevereiro a entrega para a Uvafer de um “tender”, que é o vagão-reboque de uma locomotiva a vapor, utilizado para o transporte do carvão e lenha. “Esse tender está na cidade de Mairinque, em São Paulo. E vai ser transferido por uma doação da empresa Rumo, uma empresa ferroviária de São Paulo, para a Uvafer”.

Com relação à locomotiva, a Uvafer está realizando na cidade campanha que visa arrecadar fundos para a locomoção do equipamento, hoje estacionado na cidade de Sorocaba. O custo para essa iniciativa gira em torno de R$ 70 mil. “Estamos vendendo uma ação entre amigos para começar a arrecadar recursos para poder fazer esse trabalho”. A “rifa” sorteará uma motocicleta Honda CG 160 0km. Quem desejar participar da ação entre amigos, há uma tenda permanente na rua dos Mineiros. Miguel ressalta o grande apoio de parceiros diversos que ajudam na campanha, entre eles, a UniFAA, a Aciva, a Unimed e a PlastValença. O presidente da Uvafer ressalta que a locomotiva que está sendo buscada nunca circulou em Valença, mas é semelhante à que circulava nos trilhos de ferro que cortaram a cidade.

Esse conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine já e tenha acesso ao conteúdo na íntegra!

Galeria de imagens

0 comentários

avatar
Escreva seu comentário...
Seu nome...
Seu email...